Muitos usuários de iPhone, principalmente os mais novos, buscam por algum antivírus. Seja para proteger seus aparelhos ou porque viram algum aviso na internet dizendo que o dispositivo está infectado, diversas pessoas perguntam: qual o melhor antivírus para iPhone?

Neste artigo explicaremos alguns pontos da segurança do iOS e porque não existe antivírus para iPhone.

O que é um vírus eletrônico?

Vírus eletrônico é um programa ou trecho de código criado para causar algum tipo de dano a algum sistema, como por exemplo: roubar arquivos, destruir dados, usar recursos do sistema, dentre outras coisas ruins. Os vírus de computador, assim como os biológicos, são capazes de se multiplicarem sozinhos e se auto-instalarem noutros computadores.

Caso você queira uma matéria bem completa sobre vírus eletrônicos em geral, leia aqui.

É preciso ter um antivírus no iPhone?

A resposta é simples e curta: Não! E, basicamente, é porque não existe antivírus para iPhone e nem mesmo vírus para iOS.

Aplicativos e App Store

Para serem disponibilizados na App Store, os aplicativos precisam passar por todos os rígidos critérios de controle de qualidade e segurança da Apple. Como não é possível instalar apps diretamente no iPhone sem ser por meio da loja oficial, todos os aplicativos que você for baixar já passaram pela avaliação da Maçã. Logo, um app malicioso é barrado antes mesmo de surgir na App Store.

Claro que, tudo na vida está sujeito a falhas. Pode calhar algum descuido e um desenvolvedor mal-intencionado conseguir atravessar esses filtros e ter seu aplicativo publicado na loja (mesmo assim não poderia infectar o aparelho com vírus). Casos assim são muito raros, e quando descoberto, o aplicativo fraudulento é rapidamente removido da App Store.

Sandbox

Outro fator é: a Apple usa uma técnica chamada sandbox (ou caixa de areia). Como o nome já sugere, cada aplicativo tem sua própria “caixa de areia”, fazendo com que qualquer “sujeira” proveniente de um tal app fique restrita ao seu espaço.

O iOS foi desenvolvido para que cada aplicativo opere individualmente. Ou seja, nenhum aplicativo tem abertura para interferir em outro ou alterar algo no sistema operacional do aparelho (logo, um app não poderia instalar um vírus noutro app, ou lançá-lo para dentro do sistema). Com isso, torna-se impossível a existência de vírus e antivírus para iOS.

O mesmo se aplica ao abrir e-mails e sites: nenhum link ou arquivo conseguirá infectar seu dispositivo.

Qualquer problema que possa haver com um determinado aplicativo, basta desinstalar ele que não ficará rastros.

De modo geral, não há com o que se preocupar, se você só baixa aplicativos na App Store e não instala nada de maneiras alternativas.

Quais cuidados deve-se ter?

Mas não só de vírus vivem os criminosos virtuais…

Malwares

Resumidamente, são apps que tem a finalidade maliciosa de roubar informações. Eles tentam enganar o usuário e obter dele informações sigilosas, como senhas e dados pessoais. Portanto, tenha sempre muito cuidado e somente passe informações para apps ou sites conhecidos.

A melhor forma de prevenir-se desses malwares é não instalar nada que não seja proveniente da App Store. Na internet, até há formas de se instalar apps sem passar pela App Store, por meio de perfis de desenvolvedores empresariais (sendo aplicativos alternativos e emuladores os mais populares). Porém, nem sempre dá para ter certeza de que são confiáveis, então é melhor evitar.

Scarewares

Dentre os motivos que mais fazem os usuários procurarem por antivírus para o iPhone estão as notificações e alertas que aparecem em alguns sites e aplicativos “informando” que há vírus no aparelho. Veja exemplos:

Se você já se deparou com algum aviso do tipo que aparece do nada, fique tranquilo, não passa de uma mentira! Apenas feche a janela do navegador e fique com a certeza de que seu iDevice não sofreu ataque ou foi infectado. Inclusive, site nenhum é capaz de identificar vírus, e nem o sistema dispõe de um mecanismo próprio para isso. Logo, avisos assim só podem ser falsos. Também é possível reparar erros de português e informações incoerentes.

Normalmente, se trata de uma certa forma de publicidade chamada scareware, que tem como objetivo promover algo amedrontando o usuário. O alerta induz a pessoa a baixar algum aplicativo ou programa, o que jamais deve ser feito.

E-mails e SMS falsos

Chamada phishing, é uma maneira muito usada para enganar os usuários e obter informações pessoais. É importante você estar sempre atento(a) a URLs de sites que se dizem ser de alguma empresa e solicitam que você preencha dados. Apenas forneça alguma informação se você tiver plena certeza da autenticidade do e-mail ou SMS que recebeu. A Apple dá algumas dicas em seu site sobre essas fraudes.

O intuito deste artigo é acabar com as suas preocupações quanto a vírus no iOS. Se você seguir todas as dicas citadas aqui (e não alterar o sistema, como por exemplo o jailbreak), pode ficar tranquilo(a). Apenas seja feliz com seu iPhone, que é um dos dispositivos mais seguros do mercado. 😁

Veja também:

Este artigo não foi suficiente para tirar suas dúvidas? Pergunte, comente, sinta-se à vontade para esclarecer suas interrogações conosco.

Gostou? Compartilhe com seus amigos e fique ligado aqui no iPhoneDicas! Nos siga no TwitterFacebook e Telegram.

 

© Conteúdo 100% original do iPhoneDicas.