iOS 8: Saiba tudo

0
6086

Os meses de espera finalmente (quase) terminaram! A conferência anual de desenvolvedores WWDC14, um dos eventos mais esperado, até que enfim começou, e a Apple anunciou o iOS 8.

Visualmente ele não traz mudanças e nem foi um “choque”, como o iOS 7 foi para o iOS6. Ao invés de mudar a aparência, a Apple focou em melhorar a usabilidade, estabilidade e adicionar novos recursos.

Muitas das novidades são visíveis para o usuário, mas outras, também importantíssimas, estão meio que por baixo dos panos e nem sequer foram mencionadas durante a WWDC, mas a gente traz tudo para você.

1 – Logo de cara

Central de Notificações

Primeiro, temos as notificações interativas. Até a versão atual, apesar de dar uma melhorada em relação às primeiras versões do iOS, as notificações são algo bem rudimentar e não têm nada de ‘inteligente’, é apenas um texto informando algo. Então, se você está navegando na web pelo Safari (ou Chrome), e recebe uma mensagem no Whatsapp, para respondê-la você tem que trocar de aplicativo, o que pode ser algo bem incomodo.

No Android isso já existe, em que as notificações interagem com o sistema, então no sistema do Google você pode responder mensagens e emails, e mais uma série de interações com os apps, que aí depende da criatividade do desenvolvedor.

Finalmente o iOS incorporará esse recurso, então você poderá interagir com as notificações e responder mensagens ou curtir coisas do Facebook sem precisar pular de app.

Notificacoes Interativas

Além disso, apps poderão ter widgets adicionados à seção Hoje. Na demostração da novidade, o vídeo mostra um widget do eBay para dar um lance direto da Central.

Widgets

E as interações com as notificações não será só pela Central, e também funcionarão direto da tela de bloqueio, um adianto de vida e tanto.

Aplicativo de email melhorado

O iOS 8 trará um aplicativo de email revisado. Apps que vem por padrão no iOS normalmente são bem rudimentares e com poucos recursos, e o caso clássico é o Mail. A nova versão traz uma usabilidade similar à do famoso Mailbox, do Dropbox, que a cada dia coleta mais fãs.

Email

Apesar de eu não trocar o aplicativo oficial do Gmail por nenhum outro, é interessante a atualização, até porque nem tudo mundo usa o email do Google, então o Mail cairá bem, principalmente para quem tem email empresarial ou faculdade.

Leia mais: Aprenda a configurar emails como UOL, BOL e Globo.com ou email da sua empresa

Spotlight (pesquisa)

O recurso de pesquisa do iOS (basta deslizar o dedo para baixo na tela inicial) foi aprimorado. Na versão atual, ele é meio “burro”, e a pesquisa é bem limitada, ficando muito atrás do Spotlight do Mac OS X. Agora, além de pesquisar os aplicativos, músicas e contatos, o novo Spotlight também pesquisará apps que ainda nem foram instaladas (na App Store), além de músicas na loja do iTunes, horários de cinema (vamos ver se aqui no Brasil funcionará), e muito mais.

Pesquisa

Infelizmente, como o Siri, a maioria dessas funções talvez não funcione aqui no Brasil. Mas também ainda há um pouco de esperança: o Brasil é um dos maiores mercados de smartphones do mundo, e pode ser que a Apple planeje melhorar o acesso aos serviços para nós. O jeito é esperar.

Mensagens

O iMessage foi bastante aprimorado, e agora tem vários recursos do Whatsapp. Você poderá enviar mensagens de audio e vídeo direto do app, e não mais precisa abrir a câmera ou os lembretes de voz, gravar e depois mandar. E ainda, usando os sensores do iPhone, o aplicativo te permitirá responder as mensagens de voz só levantando o telefone: quando você receber uma mensagem, basta levar ele até perto do rosto e falar, e depois colocar de volta na mesa ou no bolso, sem apertar nada. Ele automaticamente vai gravar e enviar a mensagem. Ah, e também tem mensagens em grupo. Legal né?

Screen Shot 2014-06-02 at 22.47.02

Além disso, ele tem um recurso à la Snapchat, em que você pode configurar determinada mensagem para se autodestruir. Também bem interessante.

Vamos ver se a coisa vai pegar, apesar de que acho bem difícil desbancar o Whatsapp.

Teclado

O teclado é uma das coisas que mais me irrita no iPhone (além da tela pequena, tenho dedos não tão pequenos, apesar dela ter suas vantagens, mal posso esperar pelo iPhone maior). Mas a Apple finalmente deu bastante atenção ao teclado, e incorporou vários recursos.

O principal: agora você poderá instalar teclados de terceiros! Não deve demorar muito para o incrível Swiftkey brotar na App Store, e recomendo utilizarem-no.

Esse era um recurso que muitas pessoas estavam esperando, principalmente aquelas que usavam Android, e que se acostumaram com a facilidade e inteligência do Swiftkey.

Mas o app padrão da Apple também não ficou para trás, e as sugestões de palavras ficam agora no topo, como na foto:

teclado

Multitarefas

Quando você aperta duas vezes o botão Home, aparece a lista de aplicativos abertos – recomendo fechá-los regularmente, para economizar bateria. Essa parte também foi melhorada, e além dos apps rodando atualmente, você verá uma lista dos contatos usados mais recentemente, identificados por fotos, e para ligar para algum deles, basta tocar para essa e mais opções.

Screen Shot 2014-06-02 at 22.44.50

Screen Shot 2014-06-02 at 22.45.02

Screen Shot 2014-06-02 at 22.45.12

Integração com o Mac OS X 10.10 Yosemite e Continuity

Essa é boa para quem usa Mac (meu caso). A integração entre o iOS e o OS X atualmente é bem fraca, e realmente não vejo nenhuma vantagem em usar o Mac, por conta do iPhone. Obviamente não troco meu Mac por nada, mas quase não há integração entre os sistemas, o que é um pouco frustrante. Mas parece que com o iOS 8 e o OS X 10.10 Yosemite as coisas vão mudar.

Com o novo Continuity, você verá as notificações de quem está te ligando ou mandando mensagem direto na tela do Mac, além de poder usar o computador como um alto-falante!

Além disso, o iPhone automaticamente espelhará (enviará) para todos os seus iDevices notificações de novas mensagens, por exemplo.

Mac e iPhone

Recebeu uma ligação no iPhone mas está utilizando o iPad? Sem problemas:

Screen Shot 2014-06-02 at 22.45.57

Fotos

A parte de fotos também foi melhorada. A integração com o iCloud foi aprimorada, e o usuário poderá fazer modificações que são sincronizadas com todos os dispositivos, além de uma futura integração com o OS X 10.10 Yosemite, mas só no começo de 2015.

Family Sharing

Essa será útil para quem tem família e todo mundo tem um iDevice. Não sei qual será o nome em português, mas imagino que Compartilhamento Familiar, e permitirá que o usuário associe até seis pessoas para compartilhar compras feitas no iTunes. Isso é bastante útil para evitar que crianças façam compras no cartão dos pais (as vezes não muito baratas, e há um tempo atrás isso deu um problemão), porque o dono da conta receberá uma notificação quando uma compra está para ser feita, e pode autorizar ou recusar a transação.

Siri

O Siri também foi aprimorado, e incorporou vários recursos novos, como identificador de músicas ambientes com o Shazam, e você agora pode invocá-lo igual ao Google Now: basta falar ‘Hey, Siri’. O assistente da Apple não suporta o português, mas parece que a nova versão finalmente vai funcionar conosco aqui, só que com limitações.. Ou seja, ainda não poderemos usar todo o potencial do app.

App Health

Como já era esperado, a Apple começou a dar foco em aplicativos e maneiras de monitorar a saúde, que é uma das novas tendências da tecnologia. O mercado de dispositivos vestíveis tem um potencial de quase 20 bilhões de dólares nos próximos 4 a 5 anos, e a empresa da maçã não quer ficar de fora.

Apesar da gente não ter visto nenhum iWatch, em breve deveremos ver mais coisas a respeito, já que a Apple está fazendo várias parcerias para fornecer serviços. Mas também, acho difícil alguma coisa chegar aqui pelo Brasil, como sempre 🙁

2 – O que não apareceu durante o anúncio

Não que os próximos recursos que vou listar aqui não sejam importantes, pelo contrário, são muito relevantes, mas o usuário final normalmente não percebe. Na verdade não é que esses recursos não foram anunciados, eles apareceram em um slide com um monte de palavras que fica só por alguns segundos, mas os presentes na platéia conseguiram tirar fotos e fazer uma lista do que está por vir.

A primeira é a opção de fazer chamadas WiFi. Aqui no Brasil nenhuma operadora suporta isso, mas nos EUA a T-Mobile tem esse recurso, então é só para constar.

Agora, o importante: consumo de bateria por aplicativo.

bateria

Esse recurso já existe no Android faz tempo, e finalmente chegou no iOS. Sabe quando sua bateria está indo embora muito rápido? No iOS é difícil saber o que está acontecendo. Apesar de muita gente não tomar as medidas ideais para reduzir o consumo de energia, pode ter determinado aplicativo que está secando sua bateria muito mais rápido que o normal, e agora você poderá saber qual é.

O aplicativo da câmera foi melhorado, e agora você pode controlar a exposição e o foco separadamente, além de um timer. Mas no geral, o app continua o mais simples possível.

Para quem usa o FaceTime, ele agora tem o recurso de chamada em espera. E por último, para quem gosta de privacidade, o provedor de buscas DuckDuckGo foi adicionado à lista do Safari. Você provavelmente nunca ouviu falar nele (eu nunca tinha, até agora), mas o interessante dele é que não deixa rastros pois não armazena seus dados de pesquisa.

Essa foi uma coletânea das principais novidades do novo sistema da Apple, que deverá chegar para nós somente em setembro, juntamente com o iPhone 6.

Todos os aparelhos à partir do iPhone 4S e iPad 2 serão compatíveis com o iOS 8, ou seja, você que tem um iPhone 4, está na hora de deixá-lo de lado ;).

E boa notícia, a Foxconn anunciou hoje que fabricará tanto o iPhone de 4.7 quanto o de 5.5 polegadas. Agora é esperar setembro chegar.

Fique ligado para mais novidades.

Fontes: Mashable, Engadget, The Verge