iWatch deve custar até US$400 – e será um grande negócio para a Apple

0
2278

O iWatch deve ser anunciado no dia 9 de setembro, junto com o iPhone 6, porém, só poderemos colocar as mãos no produto no próximo ano. E você sabe quanto ele vai custar? Temos o potencial preço, e mais informações.

Esse lance de iWatch começou em 2012, quando um site chinês soltou que a Apple estaria trabalhando em um relógio inteligente com uma tela de 1.5 polegadas, que poderia se conectar ao iPhone.

Inicialmente pensava-se que a empresa lançaria o aparelho em 2013, mas isso não aconteceu. Desde então, vários rumores tem circulado por aí, e parece que finalmente a espera vai terminar – faltam 2 semanas!

Mas o que é esse negócio de smartwatch?

Para quem já está por dentro do assunto, essa pergunta é meio sem sentido, mas vale lembrar que muita gente não faz idéia nem idéia do que seja esse tipo de dispositivo.

Bom, você já deve ter ouvido falar no Galaxy Gear, da Samsung – se não, vá a alguma loja da Samsung no Shopping e peça para ver o relógio.

samsung-galaxy-gear2-27

Samsung Gear 2

Não, não estou direcionando vocês pra “concorrência”. Na verdade, a Samsung só tem feito besteira nessa área, lançando 11 smartwatches esse ano, fazendo o cliente de cobaia – é aí que vemos a diferença da Apple, que já vem trabalhando no produto por mais de 2 anos. Os diversos smartwatches da Samsung foram um fracasso, deixando o público revoltado. Só o último modelo, o Gear 2 (na foto), é que é um produto decente – tem até uma câmera de 5 MP.

Enfim, um smartwatch é um “relógio inteligente”, ao pé da letra. Além de informar as horas, esses aparelhinhos são dotados de várias funções: sensores para o monitoramento de sinais vitais do seu corpo, tela sensível ao toque e um meio de comunicação com seu celular.

Os smartwatches atuais se conectam ao smartphone e te fornecem uma nova maneira de interagir com o aparelho, porque é possível ter um acesso rápido às notificações, além de agilizar algumas tarefas mais corriqueiras. Em geral, eles são feitos tendo em vista a interação por voz: você fala “quero ligar para minha mãe”, e ele se conecta ao celular e faz a chamada.

As possibilidades são quase que infinitas, e o mercado tem bastante expectativa com a tecnologia, e espera-se que em 2018 ela movimente pelo menos 18 bilhões de dólares.

iWatch

Então, até agora sabemos pouco sobre o relógio da Apple – na real mesmo, nem o nome é certo. Apesar disso, a data de lançamento dele está bem em cima, então a curiosidade será matada logo em breve.

iwatchs_martinhajek_family1-625x625

Além das funções citadas acima, a Apple deve ter em mente outras funcionalidades para o aparelho, como usar o NFC para pagamentos sem fio, o Siri, controlar o music player e outros aplicativos – Facebook, Instagram, Tinder, WhatsApp, enfim, qualquer coisa, e funções de fitness.

Ele deve ter uma tela circular (apesar da imagem de capa dizer o contrário, isso porque ninguém tem uma foto do brinquedo ainda) fabricada pela LG, um vidro flexível bem resistente – ou Willow Glass feito pela Corning (a mesma que faz o famoso Gorilla Glass), ou uma tela de safira. A tecnologia do display deve ser OLED.

Versões

iwatchc_martinhajek_clean_31-625x625

Analistas indicam que a Apple pode lançar até três versões do dispositivo, com tamanhos de tela e materiais diferentes, para vários gostos.

Preço

Segundo o Re/code, importante e conceituado site de tecnologia, o iWatch terá um preço máximo de 400 dólares, lá nos EUA.

Se o relógio chegar ao Brasil, sabe-se Deus quando, o preço obviamente será bem maior, claro.

Alguns analistas, no entanto, indicam que o preço pode ser de 300 dólares, o mesmo do Galaxy Gear, da concorrência. Como devem ser lançadas várias versões, é bem provável que tenhamos vários preços, mas 400 dólares para o modelo mais topo é até confortante.

Vendas

É aí que a coisa começa a ficar interessante para a Apple. Analistas estão confiantes que o iWatch será algo gigantesco para a Apple em termos financeiros. Espera-se que sejam vendidos mais de 30 milhões de unidades só no primeiro ano no mercado, gerando um total de 17.5 bilhões de dólares – mais que o primeiro iPad.

Para se ter uma comparação, o primeiro smartwatch da Samsung vendeu somente 500 mil unidades, e quem comprou meio que se arrependeu 🙂

A maioria do público alvo da Apple são consumidores já existentes, que possuem todos os produtos da empresa, e com a nova filosofia da companhia de dispositivos integrados – iPhone, iPad e Mac trabalhando juntos, o iWatch deverá ser uma ótima adição à família, e com certeza nos proporcionará novas maneiras de interagir com o mundo e a tecnologia.

Então anota aí: dia 9 de setembro a Apple deve anunciar o iWatch, juntamente com o iPhone 6 de 4.7 polegadas, mas as vendas devem ter início só no próximo ano, com preço na faixa dos 400 dólares.

Você compraria o iWatch, e tem algum interesse sobre essa tecnologia? Deixe seu comentário.