Na segunda-feira da semana passada, conforme comentamos aqui, foi dia de evento para desenvolvedores principalmente, a WWDC 2020. Na keynote de abertura, a Apple apresentou diversas novidades para seus sistemas operacionais: iOS 14, watchOS 7, iPadOS 14, e macOS Big Sur.

Neste artigo mostraremos um resumo com as principais novidades de cada sistema apresentado. Acompanhe!

Primeiramente, vale notar essa abertura fenomenal do evento:


iOS 14

Desde o iOS 7, é a primeira vez que a Apple traz grandes mudanças de layout do sistema. À princípio, o iOS 14 terá novas opções de organização, como colocar e dimensionar widgets em meio aos apps e editar a tela inicial.

Os novos widgets em meio aos aplicativos mostram detalhes e informações mais relevantes para o usuário. O sistema usa inteligência do dispositivo para exibir o widget mais adequado ao horário, local e atividade, caso tenha uma pilha com mais de um widget de app num mesmo local, por exemplo.

As páginas da tela inicial do iPhone podem exibir widgets personalizados para trabalho, esportes, viagens, diversão e outras áreas de interesse. No fim das páginas da tela de início, encontra-se a Biblioteca de Apps: é um novo espaço que organiza automaticamente todos os aplicativos numa visualização simples e navegação fácil, mostrando aplicativos que podem ser úteis no momento. Além disso, é possível escolher quantas páginas da tela de Início serão exibidas, e também ocultá-las facilmente, deixando mais rápido o acesso à Biblioteca de Apps.

Outra mudança significativa é a tela de chamadas. Muitos usuários ficam incomodados com a tela cheia, mas no iOS 14 será diferente. No novo sistema, ao receber uma ligação com o iPhone desbloqueado, será exibido apenas um pop-up informando a chamada, com opções de atender e recusar. A Siri também sofreu mudanças, e não ocupa mais a tela inteira. Além disso, a assistente ganhou melhorias na inteligência e velocidade de resposta.

Outra novidade é o Picture-in-Picture (PiP). Com ele, você poderá navegar pelo sistema, usar apps e, assim, continuar assistindo um vídeo, filme, chamada FaceTime numa miniatura redimensionável que pode ser movimentada pela tela.

Mais organização, mais produtividade…

Há também um novo aplicativo nativo, o Translate. Ele, como o nome já diz, é para traduções. Inicialmente, tem suporte a 7 idiomas, incluindo o português. E o melhor de tudo, pode traduzir offline, facilitando uma conversa com alguém que não fale seu idioma por exemplo. Além disso, a tradução também está disponível para páginas dentro do Safari.

O iMessage ganhou repaginação. Agora, será possível fixar contatos importantes no topo. E, nos grupos, há opção de mencionar um contato para notificar a pessoa e também responder a mensagens específicas dentro da conversa.

A App Store terá uma nova funcionalidade chamada App Clips. Com ela os desenvolvedores podem fornecer uma uma parte específica de um app para uso momentâneo. Ou seja, através de um código QR, link ou tag NFC, você poderá acessar e usar algumas funções de um aplicativo sem precisar instalá-lo completamente no aparelho. Por exemplo, será útil para retirar um pedido num restaurante, alugar uma bicicleta ou pagar um parquímetro, dentre outras situações.

A Apple apresentou oficialmente o CarKey. O recurso funcionará também no iOS 13, e com ele é possível usar o iPhone para destravar as portas e até ligar o carro. Inicialmente, funcionaŕa em parceria com a BMW, mas será expandido a outras marcas no futuro. Além disso, o CarPlay também ganhará melhorias.

Por fim, o Mapas da Apple receberá novos recursos e informações dos locais. Diversas novas opções de privacidade também serão incorporadas ao sistema. E o HomeKit terá melhorias, como novos controles de iluminação e reconhecimento facial em câmeras.

Além de tudo, uma opção pouco comentada pela Apple, mas que virá no iOS 14, é a possibilidade de substituir alguns aplicativos padrões por pelos apps de sua preferência.

iPadOS 14

O “iOS para iPad” ganhará, basicamente, todas as novidades do iOS 14 e ainda mais funções especiais para os tablets da Maçã. Começando por algumas reformulações no design, o iPadOS 14 terá uma interface mais semelhante com o macOS.

Como mostrado nas imagens acima, a Busca do Spotlight não ocupa mais toda a tela, ficando centralizada agora. Alguns aplicativos terão uma coluna lateral de navegação, bem como é no Mac.

Para quem tem Apple Pencil, há muitas novas funcionalidades e atalhos. No iPadOS 14, o reconhecimento de escrita funcionará por todo o sistema. Será possível, por exemplo, selecionar uma palavra apenas circulando-a com o Apple Pencil. Ou, se quiser apagar a palavra, basta riscá-la. Inclusive, em campos de digitação, basta escrever em manuscrito que o sistema irá reconhecer e converter em texto formatado.

Inclusive, o software também detecta múltiplos idiomas num mesmo campo, além de “formas” como, por exemplo, círculos, retângulos, desenho de coração e outros. E, assim, os desenhos são ajustados automaticamente para ficarem mais “certinhos”.

Por fim, a Apple disponibilizará para os desenvolvedores uma API do scanner LiDAR, presente nos iPad Pro mais recentes, para que o explorem ainda mais em seus aplicativos.

watchOS 7

O novo sistema para os reloginhos da Maçã será focado em melhorias e análises de saúde.

Começando pela estética, o watchOS 7 terá novos mostradores. Dentre eles, um taquímetro. Seŕa mais fácil personaliza a aparência do relógio, editando os mostradores e organizando os elementos. Será possível também compartilhar um mostrador personalizado com outros usuários permitindo, por exemplo, você e seu amigo usarem um mesmo tema indêntico no Apple Watch.

Uma funcionalidade muito desejada pelos usuários estará presente no novo sistema do relógio, o monitoramento de sono. Com o app Sleep (e o usuário dormindo com o relógio no pulso), o watchOS pode monitorar a qualidade do sono com diversos dados. Ao acordar, o usuário terá uma visualização da noite anterior com vários detalhes a fundo do sono. Ademais, o relógio também auxilia o usuário a ter uma rotina saudável de sono, desde um “relaxamento” antes de dormir, até o despertar no horário programado.

Outra funcionalidade, esta inspirada no atual Coronavírus, faz com que o relógio lembre o usuário de lavar as mãos periodicamente. Inclusive, detecta quando o usuário está lavando as mãos e exibe um timer com os 20 segundos recomendados para a lavagem adequada.

Um aplicativo clássico do Apple Watch, o Atividade, mudou de nome para Fitness, além de reunir ainda mais informações sobre o histórico de exercícios. E novas atividades foram incluídas, como dança e alongamento.

Ademais, obviamente terá integração com vários dos novos recursos do iOS 14.

tvOS 14

Bem como o iOS 14, o tvOS 14 ganhará o modo PiP (Picture-in-Picture), permitindo que os usuários assistam filmes, séries e vídeos enquanto navegam por outros aplicativos ao mesmo tempo.

O novo sistema da Apple TV terá suporte à reprodução de vídeos em 4K no aplicativo do YouTube. Inclusive, será capaz de produzir conteúdo 4K proveniente do compartilhamento via AirPlay.

No iOS 13, a Apple implementou o compartilhamento de  áudio para dois pares de AirPods ao mesmo tempo num mesmo dispositivo. Agora, no tvOS 14, será possível parear até dois AirPods para assistir conteúdo ouvindo nos fones.

Para jogos, terá suporte a multi-usuários, permitindo progresso individual dos games. Além disso, oferecerá um melhor suporte a acessórios como controles wireless, teclados, mouses e touchpads.

macOS Big Sur

Por último, o sistema operacional dos Macs sofrerá uma grande reformulação, principalmente no design. Haverá toda uma nova interface completamente inspirada no iOS.

Com ícones retangulares de cantos arredondados, muito blur, transparência, uma nova Central de Controle e tela de notificações redesenhada, e uma Dock flutuante, há momentos que ficará difícil não confundir com o iPadOS, por exemplo.

O Safari também receberá várias mudanças. Ao abri-lo, o usuário irá se deparar com uma tela contendo seus sites favoritos e sugestões da Siri, e será possível personalizar essa tela inicial com uma imagem de fundo. Com o cursor sobre uma aba, será exibida uma pré-visualização desta. E haverá um indicador mostrando exatamente quais dados um determinado site acessado está usando do computador.

Os aplicativos nativos também foram reformulados ganhando novos recursos e maior integração com o ecossistema Apple, bem como o iOS. O Mensagens terá as mesmas funcionalidades presentes no iPhone, como extensões no iMessage, adesivos de Memoji, efeitos de tela e todo o resto.

O Mapas também exibirá mais detalhes dos estabelecimentos, rotas e guia turístico para algumas cidades.

Quando serão lançados?

A Apple não informou data definida para o lançamento. Porém, como sempre, o iOS 14 e demais sistemas deverão ser lançados para o público no final do ano. Sobretudo, nosso palpite é que seja entre setembro e outubro…


Este artigo foi um resumo sobre as principais novidades das novas gerações dos sistemas operacionais da Apple, anunciadas na abertura da WWDC 2020. A WWDC é um evento que ocorre durante alguns dias. Sendo assim, muitas outras novidades serão anunciadas até o lançamento oficial no final do ano. E, nós, traremos aqui no iPhoneDicas sempre as principais informações.

E você, o que achou? Algo que gostou ou não gostou? Comente conosco aí embaixo e em nossas redes sociais.


Gostou? Compartilhe com seus amigos e fique ligado aqui no iPhoneDicas! Nos siga no Twitter, Telegram, Instagram e Facebook; e apoie nosso projeto! 😃